Buscar

Dia Nacional da mulher



Em 30 de abril é comemorado o dia nacional da mulher, a definição da data é em alusão ao nascimento de Jerônima Mesquita, uma enfermeira brasileira que liderou o movimento feminista no abril, além de colaborar na criação do conselho nacional das mulheres.

O dia foi criado para reforçar a importância da educação social sobre os direitos que as mulheres devem ter na sociedade, que muitas vezes são cerceados por meio de atitudes machistas.

As mulheres constituem mais da metade da população brasileira, além de serem as principais usuárias do SUS. Não só como pacientes, mas também como a maior parte dos acompanhantes em serviços de saúde.

A relação da saúde envolve aspectos como relação com o ambiente, lazer, alimentação, condições de moradia e trabalho. No caso das mulheres, os problemas são agravados pela discriminação nas relações de trabalho e a sobrecarga com as responsabilidades do trabalho doméstico. Além é claro da crescente estatística de violência doméstica que afeta não só o físico feminino, mas também seu psicológico.

Existem algumas doenças que, por meio de fatores físicos ou mentais, afetam mais as mulheres do que os homens. São elas:

- Esclerose Múltipla: doença degenerativa do sistema nervoso central

- Câncer de mama: pode ocorrer em homens, mas mantém maior frequência no sexo feminino

- Infecção Urinária: deve-se ao fato da uretra feminina ser menor e mais próxima ao ânus

- Depressão: fatores como pressão social e familiar contribuem para isto

- Lesão por esforço repetitivo: Frequentemente relacionado a atividade profissional, cerca de 85% dos pacientes são mulheres entre 20 e 40 anos.

A saúde da mulher é um assunto importante a ser tratado não apenas nesse dia, mas em todos. As mulheres representam mais da metade da população, e ainda assim são as que mais sofrem entre preconceito e violência. Dessa forma, o feminismo na saúde iniciado por Jerônima Mesquita, no Brasil, deve ser debatido e defendido. Uma vez que é assim que atingiremos uma sociedade mais justa e igualitária, livre de preconceitos ou violência.

“Uma feminista é alguém que reconhece a igualdade e a plena humanidade em mulheres e homens.” – Gloria Steinem

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Hepatites

Alergia