Buscar

Setembro Verde - Doação de Órgãos


Este é o conteúdo da publicaçãoAlém da prevenção ao suicídio, este mês marca outra campanha igualmente importante, o setembro verde, cuja principal função é conscientizar a população sobre a doação de órgãos e sua importância. A campanha dura o mês todo, entretanto, no dia 27 de setembro celebra-se o dia nacional da doação de órgãos. Antes de tudo, existem dois tipos de doadores: O doador vivo, que pode ser qualquer pessoa que concorde com a doação, contanto que não prejudique a própria saúde. Neste caso podem ser doados rins, parte do fígado, parte da medula óssea ou parte do pulmão. E o doador falecido, os quais são pacientes com morte encefálica, que é irreversível e leva todo o organismo a falência em poucos minutos. Neste caso podem ser doados: Córneas, coração, pulmões, rins, fígado, pâncreas e ossos. Para ser um doador do segundo caso, é necessário conversar com a família e deixar clara a vontade, pois são eles quem autorizarão a doação. Não é necessário nenhum documento por escrito. Por outro lado, a doação de medula óssea é um caso mais específico e extremamente importante. O cadastro no Registro nacional de doadores de medula óssea (REDOME) é feito durante a doação de sangue nos hemocentros. Lá é retirada uma pequena amostra de sangue para verificar a compatibilidade genética. Uma vez cadastrada, a pessoa poderá ser chamada para a doação a qualquer momento. Entretanto, é importante saber, antes do cadastro, que a compatibilidade para doação é 1 em 100 mil, ou seja, se negar a realizar a doação ao ser chamado, pode ser catastrófico para a pessoa que espera o transplante. O transplante de medula óssea é realizado em centro cirúrgico com anestesia geral e consiste na retirada da medula óssea do interior dos ossos da bacia, por meio de punções. Todo o procedimento dura em torno de 90 minutos e o doador fica internado por 24 horas. Nos primeiros 3 dias após a doação pode haver certo desconforto no local das punções, o que pode ser amenizado com analgésicos e compressas. A medula óssea do doador se recompõe em 15 dias, e após a primeira semana já podem retornar as suas atividades normais. A doação de órgãos é algo que deve ser discutido com a família, é necessário buscar informações e deixar sua vontade explícita. Um doador pode salvar inúmeras vidas. Seja em vida ou em morte, a doação é um ato de amor à humanidade, e deve ser amplamente discutido.



0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Hepatites

Alergia