Buscar

Dia Nacional de prevenção e combate à hipertensão arterial



No dia 26 de abril é celebrado o dia Nacional de prevenção e combate à hipertensão arterial. De acordo com o ministério da saúde, a doença mata cerca de 300 mil brasileiros anualmente, ou seja, um a cada 2 minutos. Além de acometer 25% da população.

É uma doença que ataca principalmente os vasos sanguíneos e o coração, mas também pode afetar o cérebro, olhos e rins. Ela acontece quando a pressão se torna maior que 140x90, ou “14 por 9” e se mantém dessa forma.

O famoso 12 por 8, ou 120x80 é o limite do padrão de normalidade, ou seja, abaixo desse valor a pressão é normal, acima já é preciso de maior atenção. A partir do momento que atinge o valor de 140x90, já se considera a hipertensão arterial.

Os principais sintomas são:

- Dores no peito

- Dor de cabeça

- Tonturas

- Visão embaçada

Uma vez que a hipertensão se caracteriza por uma estabilidade da pressão elevada, a única maneira de se obter um diagnóstico é a aferição regular da pressão arterial.

Estão entre os fatores de risco para a hipertensão arterial: hábitos alimentares irregulares, sobrepeso e obesidade, tabagismo, etilismo, diabetes e envelhecimento.

A pressão alta não tem cura, entretanto tem tratamento e deve ser controlada, e adotar um modo de vida mais saudável é de extrema importância para que isso aconteça.

Atitudes como:

- Manter o peso adequado

- Não abusar de sal e gorduras

- Praticar exercício físico regularmente

- Parar de fumar

- Beber moderadamente

As unidades básicas de saúde contam com o programa chamado “Hiperdia” que é um dia da semana focado nos diabéticos e hipertensos. No local ocorrem as aferições da pressão arterial e da glicemia, além de ocorrerem inúmeras atividades e palestras para conscientizar e tirar dúvidas.

A hipertensão arterial merece uma atenção especial uma vez que abrange uma grande parte da população, e vem atingindo cada vez mais jovens.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Hepatites

Alergia