Buscar

A segurança do paciente durante a medicação


A terapêutica medicamentosa é de extrema importância para o tratamento e melhora dos pacientes. E para que seja feita de forma efetiva, ela passa por algumas etapas até chegar ao paciente.


A partir do momento que o médico em questão realiza uma prescrição, o medicamento deve ser enviado da farmácia para a enfermaria onde ficará armazenado até que o enfermeiro responsável administre o medicamento.


Entre essas etapas existem muitas barreiras com o objetivo de impedir que a medicação errada chegue ao paciente e cause maiores danos.


Assim, o médico deve ter conhecimento suficiente para evitar erros de dosagem, frequência ou medicação, a dispensa do medicamento na farmácia deve ser feita de maneira correta, o armazenamento na enfermaria não pode manter medicações parecidas juntas e o enfermeiro responsável deve tomar certos cuidados na administração do medicamento.


A enfermagem tem um papel fundamental em toda essa cadeia de acontecimentos, já que é ela que fica responsável não só pela última parte da administração medicamentosa, mas também pela última barreira entre o erro ou acerto, e o paciente.


Com o intuito de sempre ter a perfeição em mente, a enfermagem pratica os chamados “9 certos”, que são um conjunto de medidas para garantir que o medicamento correto, chegue pela via correta na frequência correta.


Sendo elas:


1 – Paciente Certo: verificar nome completo, leito, e data de nascimento do paciente.


2 – Medicamento Certo: conferir se o nome do medicamento bate com a prescrição, e se o paciente não apresenta nenhuma alergia ao que foi prescrito.


3 – Dose Certa: verificar a unidade de medida na prescrição, conferir o gotejamento do medicamento e conhecer doses máximas e mínimas de cada medicamento para evitar intoxicações.


4 – Via Certa: verificar se a via prescrita é a via certa de aplicação (Via oral, intravenosa, etc.), e se os instrumentos que serão utilizados são compatíveis com as normas para aquele medicamento


5 – Hora Certa: O medicamento deve ser administrado na hora prescrita, evitando sempre atrasos e antecipações. Além disso, a preparação deve sempre ser feita no momento da administração.


6 – Orientação Certa: antes da aplicação é necessário explicar ao paciente qual o medicamento em questão e sua ação, além de esclarecer eventuais dúvidas.


7 – Forma Certa: o medicamento deve apresentar a forma farmacêutica prescrita (comprimido, liquido, ampola, etc.)


8 – Resposta Certa: deve-se monitorar o paciente e verificar se o medicamento obteve o resultado esperado, além de prestar atenção à reações adversas.


9 – Registro Certo: tudo que for realizado e todas as intercorrências ocorridas durante a administração medicamentosa devem constar no registro de enfermagem.


Dessa forma, a enfermagem continua fazendo um bom trabalho, sempre preconizando pela segurança e melhora do paciente.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Hepatites

Alergia