Buscar

Asma


A asma é uma das doenças crônicas respiratórias mais comuns no brasil, o Ministério da saúde estima que cerca de 20 milhões de brasileiros convivam com a enfermidade. Seus sintomas são muito característicos, mas o que mais chama a atenção é a dificuldade de respirar causada pelas crises asmáticas. Dessa forma, é tratado como um problema de saúde pública e de necessidade de conscientização, em virtude do quão chocante pode ser um quadro de asma, tanto para os pacientes quanto para os familiares.


Assim, o Ministério da Saúde definiu o dia 21 de junho como dia nacional de controle da asma, objetivando informar a população principalmente acerca de seu manejo e tratamento, uma vez que a asma em si não tem cura. Contudo, com os medicamentos adequados, seus sintomas podem diminuir e até desaparecer com o tempo.


A asma não possui origem específica, mas acredita-se que seja um conjunto de fatores genéticos aliados a fatores ambientais como a exposição a poeira e outros componentes alergênicos que causem inflamação nos brônquios. Durante a crise de asma, o organismo contrai a musculatura ao redor desses brônquios que estão inflamados, reduzindo assim a passagem de ar e causando os sintomas conhecidos da asma, como: tosse, falta de ar, chiado e aperto no peito.


Alérgenos não são os únicos estressores que podem desencadear tais sintomas, eles também pioram durante a noite e nas primeiras horas da manhã, podendo ocorrer até mesmo em resposta à prática de exercícios físicos e mudanças climáticas.


O diagnóstico é basicamente clínico, realizado pelo médico a partir de uma entrevista seguida de exame físico. Os exames mais específicos, como espirometria e prova de função pulmonar são requisitados com o intuito de classificar a gravidade de cada caso, quais atividades devem ser evitadas e qual o tratamento mais adequado.


A base do tratamento da asma é centrada na identificação de pré sintomas pelo próprio paciente e no autocuidado, com medidas de prevenção como: Manter o ambiente limpo, evitar cheiros fortes, não fumar, manter um peso ideal e se agasalhar de maneira adequada durante o frio.


Tudo isso aliado ao uso de medicamentos anti-inflamatórios corticoides inalatórios, utilizados em associação a broncodilatadores. Assim, a pessoa com asma tem sua qualidade de vida preservada e com o tempo pode chegar à ausência de crises, sem maiores danos à saúde.

4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Hepatites

Alergia